Portuguese English Spanish

Dizem que depois da tempestade vem a bonança, e constatei que o ditado é verdadeiro. Após uma viagem conturbada e muito longa de Milão-ITA para Cairns- AUS, pude desfrutar nove dias incríveis na Oceania. A paisagem era inspiradora, com lindas praias e clima muito agradável. A adaptação ao fuso horário de 13 horas em relação ao Brasil foi mais fácil do que eu esperava e encontrei a paz para reflexões que marcaram um divisor de águas na minha carreira.

Consegui me concentrar bastante nos treinos preparatórios e no reconhecimento da pista, que está com certeza no topo da minha lista de melhores do circuito mundial. Muitas partes técnicas, uma subida longa que parecia mais suave por conta da sequência de curvas e obstáculos de pedras ou raizes, e logo começava a diversão com uma descida veloz, com 2 rock Gardens e uma sessão de pump track muito dinâmica. Tudo isso deixou as voltas muito rápidas e fluidas.

Na primeira semana estava treinando com minha Mondraker Podium HT e o desempenho foi melhorando a cada treino, à medida que fui descobrindo o setup adequado (pneus Maxxis Ikon 2.2 com 20 psi na roda Prototype traseira, 18psi roda dianteira, 65-70psi suspensão dianteira e coroa Q-Ring oval 30 dentes em meu pedivela Rotor Rex).  Com o decorrer dos dias, a pista foi se transformando e alguns trechos começaram a mostrar características que minha Mondraker FS - full suspention poderia se comportar melhor. Estava muito influenciada a continuar com a HT por conta do meu desempenho em provas anteriores, mas fiquei com aquela dúvida batendo na cabeça e resolvi experimentar a full. Nem preciso comentar o quão veloz pude realizar as descidas e tomar uma decisão.

Alinhei no sábado às 11:55am para a largada.  Aquele momento de concentração total, eu, minha bike e aquela reta vazia... todos os ruídos neutralizados em minha mente, somente a música de fundo que arrepiava a alma. 

Partimos para 6 voltas + start loop, queria muito fazer uma ótima largada como já vinha treinando nos dias anteriores, mas não consegui fluir e caí para 29° colocação. Naquele momento, me lembrei das minhas reflexões dos últimos dias e falei para mim mesma: Raiza, aconteça o que acontecer, não desista, não desanime. Se não for o seu dia, faça ser. 

Simplesmente foquei em recuperar o máximo possível de tempo perdido e conseguir crescer a cada volta, buscando melhores posições. Subi da 29° para 11°, bem próxima do tão sonhado top 10, porém contei com um pneu furado. Sorte a minha que estava próxima a área de apoio e contava com meu mecânico e chefe de equipe Fran Perez que foi impecavelmente perfeito e veloz na troca de rodas.  Voltei para a batalha, só que agora na 18° colocação e restando 2 voltas para buscar o tempo perdido. Consegui cruzar a linha de chegada na 14° colocação, com um sorriso de orelha a orelha e transbordando de felicidade.

Muitas vezes duvidamos ou questionamos se o MTB Brasileiro tem potencial para ocupar uma posição de destaque do cenário internacional, mas esse mundial marcou uma nova fase na elite do MTB Brasileiro.  Podemos e devemos sim sonhar mais alto. Aproveito para parabenizar o Henrique Avancine por fazer história e cravar uma incrível 4° colocação, com uma prova sólida, mostrando a força Brasileira. " Filho teu não foge à luta" como diziam em nossos quartos nos jogos olímpicos Rio 2016. 

Agora de volta a minha terra querida para receber o calor Brasileiro e encerrar a temporada com o pedal direito. 

Agradeço à CBC por proporcionar está viagem, em especial à Amanda, ao técnico da seleção Cadu Polazzo, ao colega Luiz Cocuzzi que me ajudou muito nos treinos e deu um ótimo exemplo para a nossa delegação, ao meu chefe de equipe/mecânico/mentor e acima de tudo amigo Fran Perez, minha equipe PMRA Racing Team, meu coach Flávio Magtaz, minha família e meu irmão  Raoni Goulão, que mesmo tão distantes pareciam estar ali a cada curva me empurrando. 

Andar com fé eu vou, porque a fé não costuma falhar.

#TIMERAIZA

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.